Parolo q.b.

Thursday, April 06, 2006

Era redondinha ... e ainda é


Era uma vez Carlos P. Silva Morais, um jogador que fintava e corria, corria e fintava, mas sempre sem bola. Um jogador que se desmarcava e marcava ,que marcava sem se desmarcar , mas que no fundo marcava era passo. " Vai, a esquerda é tua !!" gritavam os adeptos do salgueiral amigo.. pobres felizes, mal sabiam eles que Carlos P. Silva Morais, (des)conhecido no mundo da bola pelo nome de Caló, nunca passearia a sua classe por Vidal Pinheiro, aliás, a única coisa que Caló passeou por Vidal Pinheiro, foi nem mais que a sua barriguinha rechonchudinha que tanta inveja causou ao Pai Natal, tal era a classe com que Caló passeava a sua pancinha que nunca poderia passar despercibo. Os seus 1.79 m e 80 kg na altura, deixaram marcas em Alverca, Ovar e em todas as tascas que rodeavam num raio de 500 metros a sua residência.
Caló deixou saudades, mas não deixou uns quilinhos, deixou Paranhos e foi à conquista do médio-oriente. Médio-oriente onde jogou ao lado de estrelas como Battigol, Effenberg e seus demais.Mas Caló cedo se distinguiu e impôs, Effenberg tentava ser mais molenga, Battigol tentava ser mais lento e até o próprio Sheik ( dono do clube onde Caló era pago a barril a semelhança da sua imagem), tentava ter uma barriguinha tão redondinha....todos, mas todos falharam.
Caló hoje com 30 anos acabadinhos de fazer, continua a sua debandada futebolística e nunca parou de passear com classe, nivel e postura a sua pança. Caló, hoje titular indiscutível da selecção de Cabo Verde, ao lado de galácticos como Janício, Sandro e claro está, essa pantera Cafú. Cafú esse, que disse " os passes que Caló me faz, são tão certeiros como os paezinhos da pastelaria Estrela em direcção à barriguinha dele".
Quem tambem quis realçar a importância de Caló na selecção foi o seleccionador Alexandre Alhino : " O Caló é fundamental tanto para o nosso jogo dentro das 4 linhas, como para o espirito de grupo fora delas.É sempre ele que trata do churrasco e das sandes quando estamos em estágio .. "
Força Caló, a bola no teu pé.. era redondinha e ainda é.

4 Comments:

  • o Caló era mais inteligente que o Beto?

    Mas não conseguia fazer um Beto:

    "FAZER UM BETO" - Diz-se do movimento, praticado por um jogador rudimentar, que consiste em pontapear a bola com o pé errado, seguido de chuto na atmosfera, e que normalmente resulta em golo do adversário.

    (Expressão mais utilizada no sul de Portugal, suspeita-se que tem origem na região espanhola da Catalunha)

    Exemplo: Viste, aquele jogador fez um Beto?

    By Anonymous Apre, at 10:31 PM  

  • Caló tinha uma qualidade semelhante à do eterno Dinda. A diferença é que os remates deste não disfarçavam.

    Já há uns anos que não ouvia falar desse personagem. Felizmente.

    By Anonymous Zé Maria, at 3:09 AM  

  • Ora bem, comecemos com a análise fria e dura:

    O Benfica este ano para o campeonato está a ser levado ao colo, assim como no ano passado, tendo cumprido com todo o sucesso a máxima do "o importante é ter lugares na liga".

    Isso resultou no ano passado a 100%, tendo um Cunha Leal a favorecê-los continua e constantemente, quer na protecção nos castigos, como ao Simão Sabrosa, como ao Petit, entre outros, conttinuando este ano na protecção às entradas duras e declarações vergonhosas do Petit, e as insinuações do Nuno Gomes que os jogadores do Braga estariam dopados, entre muitos outros casos.

    Resultado? NADA. nada lhes aconteceu. Curioso, não?

    Passando à frente, para além deste proteccionismo, ainda há a protecção da APAF, onde os árbitros estavam e continuam a estar este ano sempre a favor do Benfica. A táctica do choradinho foi posta em marcha logo logo no princípio para ver se conseguiam ainda mais pressão para serem ajudados. Casos disso? O facto de levarem uma compilação de falhas de arbitragens à Assembleia da República e as constantes pressões de Jose Veiga aos árbitros, que fala constantemente em jarras.

    O curioso é que esse mesmo Veiga, é visto a jantar em restaurantes com árbitros que num passado próximo estiveram ligados ao mais fantástico e vergonhoso caso de arbitragem no futebol. Sim, o famoso e que vai ficar para os anais da hustória Estoril-Benfica, disputado no Algarve e com botas emprestadas ao árbitro por parte do Benfica!

    Entretanto, para desvirtuar ainda mais este campeonato dos desonestos, José Veiga foi apanhado a ser dono as acções do Estoril SAD e ao mesmo tempo ser dirigente desportivo do Benfica. Se isto foi provado, como é possível ter interesses em 2 clubes da mesma divisão no campeonato de futebol Português?

    Isto em qualquer outro lado do mundo dava CADEIA.

    E mesmo com todos estes escândalos, todas estas ajudas da arbitragem (como nestes 3 últimos jogos onde as equipas adversárias do Benfica são massacradas e roubadas escandalosamente), com todas estas pressões, com todas estas megalomanias do seu dirigente que nem a quarta classe tem, mesmo assim quais são os feitos do grande glorioso Benfica este ano?

    Resposta? NADA. Um redondo zero.

    São o clube do colinho, o clube do choradinho, o clube que tem os mais desprezíveis dirigentes que só sabem jogar no escuro, por baixo da mesa, com recurso se isso fôr preciso, a agir com violência e ter grupos de gorilas que agridem pessoas à vista das câmaras de televisão e da polícia, que ninguém lhes faz nada.

    Se juntarmos a isto a histeria de uma imprensa desportiva totalmente parcial, vermelha até à ponta dos cabelos, mais uma televisão, como se viu no caso de ontem, que só fala Benfica Benfica Benfica desde as 7 da manhã até à hora de um mero jogo de disputa de uns quartos de final, depois de todas estas ajudas, destes colos, destas jogadas obscuras, deste favorecimento publicitário,

    QUE MAIS QUEREM???????

    E MESMO ASSIM NEM CONSEGUEM GANHAR O QUE SEJA????

    SÃO O CLUBE MAIS TRISTE E COITADINHO DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE.

    NEM A ROUBAR, NEM FAVORECIDOS, NEM COM OFF SHORES, NEM COM JANTARADAS NO SAPO COM ÁRBITROS, NEM COM PRESSÕES, NEM COM DVD'S, NEM COM NADA CHEGAM LÁ.

    SÃO O CLUBE DA VERGONHA, O CLUBE QUE NÃO JOGA JUSTO, PORQUE SÓ TEM FRAQUEZAS.

    O CLUBE DA VERGONHA.

    By Anonymous Anonymous, at 1:24 PM  

  • O Caló fez parte de um plantel onde militavam valores pós-modernos como o eminente atacante Basílio Almeida, o mágico Litera e esse prodígio ex-Benfica que dá pelo nome de Marco Freitas. Viva o extinto Salgueiros, viva a pós-modernidade.

    Malta da Tropa que curte Bola

    By Blogger Gilberto Mandamil, at 2:34 PM  

Post a Comment

<< Home